Seitas e Heresias

As heresias, como conhecemos hoje, começaram com a igreja constituída, ainda na época dos apóstolos. Foram amplamente refutadas no livro de Atos e nas cartas paulinas. O legalismo foi um exemplo.

Alguns judeus recém-convertidos ao cristianismo pregavam que os cristãos gentios deveriam adotar as práticas do judaísmo, entre elas a circuncisão. Assim, a salvação se daria através da Lei de Moisés e não no sacrifício de Jesus Cristo.

“Se não vos circuncidardes conforme o uso de Moisés, não podeis salvar-vos.” Atos 15:1

Por   causa   dessa   falsa   doutrina   os apóstolos e a igreja organizaram um concílio onde refutaram tal ideia. Confira isto em Atos capitulo 15.

Um Pouco de Heresiologia

Em heresiologia estudamos sobre as principais heresias que o mundo cristão já via, desde a antiguidade, Idade Média, até nossos dias. Muitas vezes as heresias começam dentro das principais religiões e se desdobram em seitas.

Atualmente há dez grandes religiões no mundo:

  • Cristianismo;
  • Islamismo (Arábia);
  • Hinduísmo;
  • Budismo e Siquismo (índia);
  • Confucionismo e Taoísmo (China)
  • Judaísmo (Palestina em Israel);
  • Xintoísmo (Japão);
  • Zoroastrismo (Pérsia ou Ira);
  • Jainismo;

Existem mais de dez mil seitas como desdobramentos das religiões acima. O Instituto Cristão de Pesquisas (ICP) classifica assim as seitas:

  1. Secretas: Maçonaria, Teosofia, Rosa Cruz, Esoterismo;
  2. Pseudocristãs:  Mormonismo, Testemunhas de Jeová, Adventismo do Sétimo Dia, Ciência Cristã, A Família (Meninos de Deus), Igreja Apostólica da Santa Vó Rosa.
  3. Espíritas: Kardecismo, Legião da Boa Vontade, Racionalismo Cristão;
  4. Afro-brasileiras: Umbanda, Quimbanda, Candomblé, Voduísmo, Cultura Racional, Santo Daime.
  5. Orientais: Seicho-No-Iê, Igreja Messiânica Mundial, Arte Mahikari, Hare Krishna, Meditação Transcendental, Igreja da Unificação (Moonismo), Perfeita Liberdade.
  6. Unicistas: Voz da Verdade, Igreja Local, Adeptos do Nome Yehoshua e suas Variantes (ASNYS), Só Jesus, Tabernáculo da Fé, Cristadfílfíanismo.

Mas o que exatamente é uma heresia e uma seita ?

Ambos os termos derivam da palavra grega háiresis, que significa escolha, partido tomado, corrente de pensamento, divisão, escola, entre outros. Quando o termo foi traduzido para o latim ficou “seda” por isso temos a forma “seita”.

No inicio não tinha significado pejorativo, por isso chamar os cristãos de mais uma seita judaica, não os ofendia. Mas com o passar do tempo e com os erros doutrinários que apresentava, a palavra ganhou significado negativo entre os cristãos.

Em nossos modernos dicionários a seita pode ser entendida como um grupo de pessoas que segue uma doutrina que deriva e diverge de uma religião principal. Enquanto que heresia é a doutrina que e opõe aos dogmas estabelecidos pelo grupo religioso principal. (Baseado no Michaele e Aurélio online).

Há ainda interpretações mais específicas como:

  • Um grupo de indivíduos reunidos em tomo de uma interpretação errónea da Bíblia, feita por uma ou mais pessoas – Dr. Walter Martin;
  • É uma perversão, uma distorção do Cristianismo bíblico e/ou a rejeição dos ensinos históricos da Igreja cristã — Josh McDoweell e Don Stewart.

No meio evangélico é considerada seita por sua vez, toda instituição ou grupo religioso que não possui os princípios do cristianismo ou não é baseado nos evangelhos. A definição cristã específica de uma seita é um grupo religioso que nega um ou mais dos fundamentos da verdade Bíblica.

Por tanto todas as igrejas que se auto intitulam evangélicas mas não respeitam os princípios bíblicos cristãos não são considerados pelas demais como evangélicas mas sim uma seita. E uma das principais características destas seitas evangélicas é o fato delas serem exclusivistas e individualistas, ou seja, elas se consideram as únicas certas e sua liderança e seus membros  não entram em comunhão com as demais igrejas.

Leia o livro Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas

PLURALIDADE RELIGIOSA

Todas as religiões levam a Deus ?

No Brasil, assim como nos países democráticos, há liberdade religiosa, garantida pela constituição federal. Qualquer pessoa tem o direito de abraçar a religião que desejar.

Nos tempos de Jesus não era tão diferente. O Império Romano havia dominado ocidente, o mundo conhecido, mas permitia que os povos dominados continuassem seguindo sua própria religião. Isso se repetiu com os judeus.

Dentro do judaísmo existiam algumas seitas como a dos fariseus e dos saduceus, que discordavam a respeito da ressurreição. Romanos, gregos, egípcios e demais povos continuavam politeístas.

No entanto, Jesus e os apóstolos deixaram claro em seus ensinamentos que há um só caminho que leva o homem a Deus:

“Eu sou o caminho a verdade e a vida e ninguém vem ao Pai senão por mim ” (João 14:6)

Fontes Consultadas:

Apostila Apologética da Faculdade de Teologia FATENE-RJ

Livro Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas

SUGESTÃO DE LEITURA:

>Livro Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas (Grátis em PDF)

>Doutrina ou heresia do toma lá dá cá?

Pastor Flávio Gabriel

Tem 46 anos, casado, com ministério pastoral há 25 anos, Bacharel em Teologia, Pastor na Igreja Evangélica Vida com Vida em Nilópolis, RJ, Brasil, é Professor da EBD e de Teologia, fundador e Professor do Seminário de Escatologia Bereiano e autor dos Livros: Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas, OVNIS ETS E A BÍBLIA e Como Não Amar Esta Mulher?

Visit Us On YoutubeVisit Us On Facebook