IGREJA MODERNA X IGREJA PRIMITIVA

A igreja dos dias atuais é sem duvida alguma muito diferente da igreja primitiva, e não é de se admirar, pois muitas coisas têm mudado com o tempo, como a cultura, a sociedade, o conhecimento e etc. Mas será que isso justifica tanto mundanismo e heresias?

A igreja primitiva era perfeita?

A Bíblia nunca diz em parte alguma que a igreja de Cristo é imutável, mas sim que Deus o é (Malaquias 3.6), como também a sua Palavra. Ao olhar para as inúmeras falhas na igreja moderna, muitos declaram que a igreja hoje teria de ser igual a época dos apóstolos, pura ilusão, como se a igreja primitiva fosse perfeita.

Não existe perfeição na igreja de Cristo, nunca houve, existe perfeição no cabeça da igreja que é Jesus Cristo. Não estou dizendo com isso que é justificável tantas heresias, desvio de caráter ou mundanismo dentro da igreja como acontece atualmente, não. Estou afirmando que simplesmente ninguém vai encontrar uma igreja perfeita, nem no sentido institucional e nem no sentido espiritual, porque no passado também não havia.

Como era a igreja primitiva?

A igreja dos apóstolos também tinha os seus problemas, tinha divergências, contendas, e outras coisas mais, ora por causa dos costumes dos povos, ora por causa das divergências de pensamentos, ora por causa de rebeldes e até por aqueles que desejavam ser crentes, mas sem abandonar o pecado.

Ao ler os Atos dos Apóstolos e principalmente as epístolas de Paulo destinadas às igrejas, como as de Coríntios, se vê claramente os problemas que havia naquele tempo dentro da igreja: brigas, facções, invejas, ciúmes, adultérios, amor ao dinheiro e até casos de incesto.

Por quê? Porque a igreja assim como no passado ela é constituída por seres humanos, e todo ser humano tem defeitos, tem em sua natureza o pecado, e somente quando alguém é lavado pelo sangue de Cristo é transformado em nova criatura, e isso leva um tempo (Romanos 12.1-3).

E sem contar que no tempo dos apóstolos existiam aqueles que não se convertiam de fato, não diferente da atualidade. Lembre-se que no ministério de Jesus havia um discípulo que era ladrão e traidor , e que não mudou: Judas Iscariotes (Mateus 27.3) .

Ele continuou sendo o que era até o fim. Diferente dos outros discípulos que, apesar de não serem “flor que se cheire”, na verdade era um pior que o outro, mas foram transformados ao passarem 3 anos caminhando com Jesus.

Um exemplo desta transformação eram os irmãos Tiago e João, que eram conhecidos como filhos do trovão, de tão explosivos e irados que eram em seu comportamento, e depois João ficou conhecido como o apóstolo do amor, Tiago por sua vez não teve tempo de dar igual testemunho pois foi o primeiro apostolo a morrer no inicio da igreja em Atos 12 (A epístola de Tiago foi escrita por um irmão de Jesus e não o apostolo).

A igreja tinha seus problemas e defeitos, por isso os apóstolos se dedicavam em pregar, ensinar e pastorear aquele rebanho.

Porém uma coisa sim se pode afirmar, que os lideres de hoje deveriam sem duvida alguma imitar os lideres da igreja primitiva, principalmente no que diz respeito ao caráter.

Os apóstolos de Cristo não eram dados ao vinho, não eram mentirosos, enganadores, adúlteros, hereges, gananciosos por poder ou dinheiro, não eram milionários, não usavam de sua posição para tirar proveito próprio, eram homens de Deus que serviam a Cristo e ao povo, e todos eles morreram pobres, não porque era pecado ser rico, mas porque não enriqueciam se aproveitando da igreja, como vemos atualmente.

A desculpa das estratégias

O apostolo Paulo disse certa vez que se fez de grego para ganhar os gregos, de romanos para ganhar os romanos e de judeu para ganhar os judeus (1 Coríntios 9.20-27), certamente ele não precisou cometer os mesmos pecados destes povos para ser entendido ou aceitado perante eles, mas sim pensar como eles, entender como convencê-los, como alcançá-los para Cristo.

É aceitável usar estratégias para alcançar os povos de diversas religiões? Tocando naquilo que lhes atraem? Depende, contanto que não se contrarie as Escrituras Sagradas! As igrejas que começaram com estas estratégias evangelísticas, alcançaram muitos povos, tiraram muitos de uma cegueira espiritual para colocar outra venda, infelizmente muitas também perderam totalmente o equilíbrio, e foram mais além, cometendo blasfêmias e heresias, onde se vale de tudo para arrebanhar os fieis.

Eu sei muito bem disso porque já fiz parte de uma delas desde criança, mas pela graça de nosso Senhor Jesus fui liberto e resgatado de lá. Para mais detalhes sobre isso, leia o meu livro IGREJAS EVANGÉLICAS QUE SE TORNAM SEITAS PERIGOSAS, disponível em vários sites para compra e também gratuito em PDF.

Igrejas Evangélicas que Se Tornam Seitas Perigosas – Um livro que os falsos profetas não querem que você leia

Por tanto o problema não é usar, por exemplo, o sal, ou o copo d’água, pois nada disso é do diabo, ele não é dono de nada. Jesus usou até da própria saliva para curar um cego. Mas o problema é o propósito, a finalidade, ou o que se prega, o que se ensina. De que adianta trazermos um idolatra, que vai deixar de lado as suas imagens, para depois se apegar a um objeto “sagrado” da igreja evangélica, como uma cruz, um cajado, uma pedra e etc?

Atualmente vemos muitos evangélicos idólatras, que não vivem sem seu cajado, sem sua água bendita, sem seu óleo ungido, sal grosso, e seus vários amuletos, uma verdadeira idolatria gospel, o nome de Jesus chegou ao ponto de não ser mais o suficiente em muitos ministérios. O misticismo gospel está em alta.

O evangelho da igreja moderna

Sejam quais forem as características do ministério que Deus deu a uma igreja, dons, talentos, lhe foi dado para glorificar a Deus, e não ao homem, não ao pastor fulano ou bispo ciclano. Assista um testemunho na TV e repare que geralmente o entrevistador pergunta ao entrevistado começando com a seguinte pergunta: “Como sua vida mudou quando chegou na igreja tal”

Em muitas denominações o povo é ensinado a adorar o próprio ministério, dar glória a sua própria instituição, como se a mesma que tivesse poder para curar, libertar e salvar, Deus se torna um mero coadjuvante ou até mesmo um figurante. A igreja moderna prega um outro evangelho.

O evangelho genuíno tem que ser pregado. Não aquele que agrada a todos, mas aquele que salva, que liberta, que cura. Porém infelizmente muitos não querem mais pregar o evangelho da salvação ou falar sobre a segunda volta de Cristo. Não querem falar mal do pecado, porque essas coisas chocam as pessoas e não traz retorno financeiro.

Então preferem pregar aquilo que satisfaz, que agrada, como a teologia da prosperidade, onde a avareza e ganancia é saciada com promessas de riqueza e prosperidade, onde o amor ao dinheiro é exaltado e a cobiça é aguçada ao ponto de fazer as pessoas acreditarem que Deus age como na politica brasileira, com o famoso TOMA LÁ DÁ CÁ, se ensina que Deus está ali para satisfazer todos os seu pedidos e necessidades como um gênio da lâmpada.

Em muitas igrejas a pregação Cristo-cêntrica foi deixada de lado para dar lugar a Antropocêntrica, Jesus não é mais o centro das atenções e sim o homem, aliás, se prega até pouco de Jesus, se prega muito mais o antigo testamento em muitas igrejas, pois a graça de nosso Senhor Jesus Cristo foi substituída pelo TOMA LÁ DA CÁ.

É sabido que Deus quer o melhor para o seu povo, para a sua igreja, as bênçãos são promessas a serem conquistadas pela fé, como consequência de uma vida com Deus e não como uma causa ou objetivo. Deus honra a fé daqueles que creem, mas não é tudo. Existe algo superior. Muitos querem as bênçãos, mas não querem o abençoador, nisto a igreja moderna erra, e muito feio, pois se ensina muito mais adorar as benção do que ao abençoador.

A igreja moderna deveria focar mais o relacionamento com Deus, a salvação, dar atenção a Sua Volta. Jesus morreu para salvar os perdidos e retornará para a grande colheita. A igreja moderna deveria prestar mais atenção na palavra de Jesus quando Ele disse: “buscai, pois, em primeiro lugar, o reino de Deus e sua justiça, e as outras coisas vos serão acrescentadas”. E assim como João Batista preparou o caminho para Jesus vir na primeira vez, a igreja deveria obedecer o que Jesus mandou e preparar-se para a sua segunda volta e não para apenas receber bênçãos.

Todas denominações são iguais?

Claro que não podemos generalizar, pois esta igreja moderna que prega um outro evangelho não representa todas as igrejas. Muitos falam que nenhuma igreja presta, que todo pastor é ladrão e pilantra, porque na verdade estas conclusões são de pessoas que foram enganadas e decepcionadas em igrejas que mais se assemelham a seitas.

E em suas frustrações generalizam e desistem de congregar, usando os escândalos e enganos em que foram submetidos, como justificativa da sua desobediência em insistir ser uma igreja de uma pessoa só, contrariando o evangelho de Jesus Cristo, e pecando ao difamar a igreja de Cristo e ao acusar de mercenários a homens de Deus que nem se quer conhecem, baseados apenas em suas experiências anteriores.

Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia.


Hebreus 10:25 (NVI)
Visite o Mestre dos Apps

Muitos erram ao dizer que todas igrejas são iguais, por que simplesmente não conhecem a todas, e dizem não achar nenhuma igreja que prega e vive o evangelho genuíno, mas será que procuram? Não, não procuram, não acham porque não procuram, preferem seguir a Cristo da sua própria maneira, como se isso fosse possível, porém é mais cômodo, constroem sua própria teologia encontrada e produzida aos montes pelos hereges na internet.

Vivem a distorcer as Escrituras, isolam textos, fazem todo tipo de malabarismo herético para justificar sua rebeldia e convencer a si mesmo e a outros de que para ser a igreja de Cristo não precisa congregar. Dizem que não precisam congregar em templos ou fazer parte de um sistema religioso. Sendo que no livro de Atos vemos a igreja primitiva congregando tanto nas casas como no templo.

E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo.

 

Atos 5.42

Chegam ao ponto de afirmar que uma instituição com CNPJ não pode ser a igreja de Cristo, uma criancice ou pura ignorância, porque qualquer instituição deve ter por lei um CNPJ, e como uma igreja vai obedecer ao evangelho desobedecendo as leis civis se a própria Bíblia diz que devemos obedecer as leis dos homens? Claro aquelas que não nos colocam contra Deus.


E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração.


Atos 2.46

Uma instituição com CNPJ não é a igreja de Cristo, ok. As paredes não podem ser a igreja de Jesus. Mas não significa que dentro dela não possa congregar a igreja de Cristo, porque a igreja não são as paredes, o CNPJ ou o templo e sim as pessoas que se ali reúnem.

Onde está a igreja que prega o evangelho?

Mas então a pergunta de um milhão é essa: Onde está a igreja que prega de verdade o evangelho nu e cru?

As igrejas que pregam o evangelho genuíno ainda existem, porém elas geralmente não tem um canal de TV, geralmente não são um império, elas existem em muitos lugares, são igrejas que não se corrompem com o dinheiro, posição ou política, que atendem o chamado de evangelizar, ajudam os necessitados e pregam o evangelho de Cristo e não da prosperidade, seus líderes não são milionários, fazendeiros, donos de emissoras, não inventam heresias para atrair multidões ou para arrancar-lhes o dinheiro. Essas igrejas estão por aí e somente acha quem de fato procura!

Fonte consultada: Trabalho acadêmico de Flávio Gabriel para o Bacharelado de Teologia em 2014 com o título “Por quais caminhos anda a igreja moderna?”

Pastor Flávio Gabriel

Tem 46 anos, casado, com ministério pastoral há 25 anos, Bacharel em Teologia, Pastor na Igreja Evangélica Vida com Vida em Nilópolis, RJ, Brasil, é Professor da EBD e de Teologia, fundador e Professor do Seminário de Escatologia Bereiano e autor dos Livros: Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas, OVNIS ETS E A BÍBLIA e Como Não Amar Esta Mulher?

Visit Us On YoutubeVisit Us On Facebook