Judaização da igreja: Mover do Espirito ou Heresia ?

Um novo fenômeno ao longo dos anos tem acontecido, que são os vários rituais judaicos como sacrifícios, ordenanças, roupas de sacerdotes, utensílios judaicos como arca da aliança e muito mais tem sido incorporado em muitos cultos e atividades de inúmeras igrejas evangélicas.

A pergunta é: Estamos vivendo um novo mover do Espirito Santo ou será que é mais uma heresia dentro das igrejas?

Bem, como Deus não é de confusão, é impossível o Espirito Santo mover a igreja a algo que seja contrário a própria palavra de Deus, vamos então entender que fenômeno é esse?

A JUDAIZAÇÃO DA IGREJA

A judaização é o termo usado para definir o que muitas igrejas evangélicas estão fazendo ao misturar o cristianismo ao judaísmo. Ao fazer estas misturas a igreja evangélica deixa de ser evangélica para ser uma igreja cristã-judaica.

Todos sabemos que o judaísmo teve sua importância, ele começou lá no tempo de Moisés, mas precisamente no monte sinai. O próprio Senhor Jesus cresceu, viveu e cumpriu todos os preceitos e leis judaicas, mas isso foi válido até um determinado tempo. Jesus Cristo cumpriu todas as leis e rituais do judaísmo que ninguém conseguiu cumprir, Jesus cumpriu toda lei e rasgou o véu na sua morte.

O judaísmo como um tecido onde foi bordada a antiga aliança, começou com Moisés e terminou seu valor e validade na cruz do calvário, onde Cristo com sua morte rasgou o véu, com Ele veio à nova aliança (Mateus 27.50-51).

A visão do cristianismo é baseada na nova aliança e não na antiga. Todos os rituais, leis, ordenanças, costumes e tudo mais que havia na antiga aliança perdeu o valor quando Jesus cumpriu tudo. Jesus Cristo é o cumprimento da antiga aliança ou Judaísmo. Ele inaugurou uma nova aliança no seu sangue (Leia Hebreus 8,9 e 10).

Agora varias igrejas tem se judaizado, como se tornar a velhas práticas do Antigo Testamento fosse a ultima moda ou a ultima direção do Espírito, como afirmam alguns.

Uma coisa é fazer uma celebração, algo festivo em memória de certos eventos bíblicos do antigo testamento, outra coisa é pegar estes rituais da antiga aliança e implantar como ritual na igreja, como requisito para alcançar alguma benção, posição de liderança ou até mesmo a salvação.

TENTATIVA DE COSTURAR O VÉU RASGADO

Se praticamos hoje os antigos rituais e costumes da antiga aliança, para receber bênçãos ou salvação, jogamos fora o sacrifício que Jesus fez na cruz e recosturamos o véu que ele rasgou.

Vemos na sua Epístola aos Gálatas, que Paulo nos informa que até mesmo o Apóstolo Pedro se deixou dissimular temendo um grupo de judeus convertidos quando este comia com os gentios também convertidos.
Até mesmo Barnabé estava sendo influenciado. A reação de Paulo foi enérgica. O Apóstolo repreendeu a Pedro, afirmando que o homem não é justificado por obra da lei, e, sim, mediante a fé em Cristo Jesus (Gálatas 2:11-14).

”Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada.” Gálatas 2:16

Uma igreja evangélica é baseada nos evangelhos e não na antiga aliança

Paulo volta a falar desta tentativa de judaização da igreja em Colossenses. Parece que havia ali uma espécie de Heresia que tentava anular a liberdade cristã, sujeitando-a a rituais que envolviam comida, bebida, lua nova e guarda do sábado (Colossenses 2:16-17).

Fique atento amado (a) leitor (a) as artimanhas que as igrejas seitas dos homens impõe e livre-se das garras e engano do diabo. Lembrando que toda seita nasce de umas pinceladas de heresias no meio da igreja. Jesus rasgou o véu, não o costure. Leia a Bíblia e reflita.

PONTO DE CONTATO DE FÉ

Sempre aparece alguém com ideias e revelações como se fosse vinda de Deus, acrescentando ou diminuindo algo que não esta na Bíblia. Usar objetos considerados sagrados como cajados, espadas, arcas, lenços, etc, com desculpa de que seja “um ponto de contato da fé”, levou ao misticismo evangélico, onde se tem mais fé nestes verdadeiros amuletos do quem em Deus.

A bíblia nos ensina que só precisamos de Jesus e fé (Hebreus 10). A instituição de rituais e sacrifícios da antiga aliança hoje nas igrejas como requisitos para se alcançar promessas de Deus, ainda que adaptados, é um distanciamento do evangelho de Cristo, condenados por seus apóstolos.

Veja por exemplo o que diz a palavra de Deus em relação a fazer copias da arca da aliança que muito é vista nestas igrejas:

 

“Quando vocês aumentarem e se multiplicarem na sua terra naqueles dias”, declara o Senhor, “não dirão mais: ‘A arca da aliança do Senhor’. Não pensarão mais nisso nem se lembrarão dela; não sentirão sua falta nem será feita outra arca.” Jeremias 3:16

O mesmo erro que a igreja de Roma cometeu no passado, muitas igrejas evangélicas estão cometendo hoje e por isso se tornam seitas. A igreja de Roma ao se distanciar do evangelho, começou a aderir rituais e ordenanças do antigo testamento, dentre outras doutrinas pagãs, o que culminou na Santa Inquisição, que torturou e matou milhões de pessoas.

Começaram a viver debaixo da lei e do “olho por olho” e “dente por dente”. É o mesmo que as igrejas evangélicas que estão se tornando em seitas estão fazendo, deixando de viver debaixo da graça de nosso Senhor Jesus Cristo para viver debaixo da lei, e pela lei ninguém será salvo.

“Portanto, ninguém será declarado justo diante dele confiando na obediência à Lei, pois é precisamente por meio da Lei que chegamos à irrefutável conclusão de que somos todos pecadores.” Romanos 3.20

A judaização da igreja nada mais é que uma heresia, um dos tantos sinais característicos de Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas.

Quer saber mais sobre as diversas heresias que tem sido incorporado no meio evangélico? Leia o livro Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas, o livro que os falsos profetas da atualidade não querem você leia, compre no formato impresso ou baixe grátis em PDF.

Fonte: Livro Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas

SUGESTÃO DE LEITURA

> Leia o artigo Doutrina ou Heresia do Toma lá da Cá

> Leia o artigo Seitas e Heresias

Pastor Flávio Gabriel

Tem 46 anos, casado, com ministério pastoral há 25 anos, Bacharel em Teologia, Pastor na Igreja Evangélica Vida com Vida em Nilópolis, RJ, Brasil, é Professor da EBD e de Teologia, fundador e Professor do Seminário de Escatologia Bereiano e autor dos Livros: Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas, OVNIS ETS E A BÍBLIA e Como Não Amar Esta Mulher?

Visit Us On YoutubeVisit Us On Facebook