A Verdade que as Testemunhas de Jeová não falam

Quem bate à sua porta?

Duas pessoas bem vestidas, sorridentes e de ótima aparência batem à sua porta. A mensagem que trazem é muito atraente e convincente. Você fica deslumbrado com o futuro que elas apresentam para você. Esta cena tem acontecido com muita frequência, em quase todos os países, nos últimos 120 anos.

Trata-se da obra de evangelização realizada pelas Testemunhas de Jeová. Mas quais perigos que você e sua família correriam por aceitar os ensinamentos dessa seita?

Em primeiro lugar, é importante destacar que os membros das Testemunhas de Jeová são pessoas boas. A maioria delas são cidadãos honestos e pessoas de bem, no entanto, foram enganadas de uma forma tal que são capazes de causar sérios danos a si mesmas e aos outros. Neste artigo vou te mostrar quais danos são esses e como podem ser evitados.

Você precisa saber como proteger a si próprio e à sua família dos ensinamentos das Testemunhas de Jeová. Para tanto, é importante conhecer um pouco sobre esta religião.

ORIGEM DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

A seita das Testemunhas de Jeová foi fundada no fim do século XIX por Charles Taze Russel. Em 1874, sob influência das doutrinas adventistas, Russel fundou seu próprio grupo de estudos bíblicos na Pensilvânia, EUA. Os Estudantes da Bíblia, como eram então conhecidos, viriam a se tornar as Testemunhas de Jeová.

O nome da religião foi escolhido em 1931, baseado no texto de Isaías 43:10, que diz:

Vós sois as minhas testemunhas, é a pronunciação de Jeová e eu sou Deus”. — Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas (Bíblia das Testemunhas de Jeová).

Segundo os dirigentes da seita, as Testemunhas de Jeová são a única religião verdadeira, detentora da aprovação e guiadas por Deus.

Falsas profecias

O Corpo Governante – como se autodenomina o grupo dos líderes das Testemunhas de Jeová – publicou no decorrer dos anos muitas profecias que nunca se cumpriram. Tome como exemplo a previsão feita por Charles Taze Russel de que o fim do mundo viria no ano de 1914.

Seu sucessor, J. F. Rutherford, também marcou a data para o fim do mundo para o ano de 1925. Rutherford até mesmo mandou construir uma mansão chamada Beth Sarim, em San Diego, EUA, para abrigar os profetas da antiguidade, Abraão, Isaque e Jacó, que segundo ele seriam ressuscitados em 1925.

Mesmo após o não cumprimento de tais profecias, alguns anos mais adiante o fim do mundo ganhou uma nova data, 1975.

Desnecessário dizer que o fim não veio, não é mesmo?

A Bíblia adverte contra falsos profetas e nos ensina a identificá-los. Em Deuteronômio 18:22 encontramos a seguinte declaração:

Quando o profeta falar em nome de Jeová e a palavra não se suceder, esta é a palavra que Jeová não falou. O Profeta proferiu-a presunçosamente. Não deves temê-lo.” — Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas (Bíblia das Testemunhas de Jeová) – O próprio livro dos T.J foi usado de propósito aqui –

Doutrinas estranhas e heréticas

 O Corpo Governante também já tomou decisões que mudaram a vida das Testemunhas de Jeová, causando-lhes grandes dificuldades ou até mesmo custando suas próprias vidas. Por exemplo, entre 1920 e 1952 não era permitido que nenhuma Testemunha de Jeová tomasse vacina.

Entre 1968 e 1980, os transplantes de órgãos também estiveram sob proibição, com a desculpa de que o procedimento consistia em ato de canibalismo.

E, desde 1945, nenhuma Testemunha de Jeová pode receber uma transfusão de sangue. Caso desobedeça é imediatamente expulsa da religião.

O serviço militar, obrigatório em muitos países a partir dos 18 anos, também é proibido às Testemunhas de Jeová. As leis destes países punem os que não servem ao exército com a perda de diversos direitos, muitos deles essenciais ao cidadão comum.

Se você questionar alguma Testemunha de Jeová sobre algumas destas doutrinas, ela provavelmente fará de tudo para mudar de assunto. Isso acontece porque muitas delas não sabem nada sobre eles, já que alguns desses ensinamentos já foram abolidos.

No entanto, essas doutrinas que custaram vidas podem ser encontradas em números antigos da publicação mais importante da seita, uma revista chamada “A Sentinela”.

Ameaça às famílias 

Quando uma pessoa se torna Testemunha de Jeová, ela passa a considerar as pessoas que não fazem parte da seita como más companhias. Até mesmo a associação com parentes e amigos íntimos, que não tenham as mesmas crenças, é fortemente desaconselhada.

Elas passam a considerar os membros da religião como sua verdadeira família, causando assim rupturas familiares. Mas, mesmo que todos os membros da família façam parte da religião, ainda assim poderá haver ruptura familiar.

Isso porque as Testemunhas de Jeová adotam um procedimento disciplinar muito rigoroso para aqueles que praticaram atos considerados pecados graves pela seita. Trata-se da desassociação, nome usado por elas para a expulsão de membros.

Se uma pessoa for desassociada por ter cometido algum ato considerado pecado grave (adultério, fornicação, receber transfusão de sangue, etc.), ou se pedir dissociação (deixar a seita) por motivos pessoais como não mais concordar com os ensinos — ou seja, sem cometer pecado — todos os demais membros ficam proibidos de lhe dirigir a palavra sob pena de receberam a mesma punição.

Assim, há muitos casos entre as Testemunhas de Jeová de pais que não falam com seus filhos, filhos que não falam com seus pais ou avós, etc. Isso também pode ser comprovado nas publicações oficiais da religião.

Proibições absurdas 

A vida de uma Testemunha de Jeová é muito restrita. A liderança da religião proíbe seus membros de participar em atividades recreativas fora do ciclo religioso.

As Testemunhas são proibidas de comemorar dias festivos tais como o Natal, o Dia das Mães, o Dia dos Pais, o Dia dos Namorados e todos os feriados nacionais. Também não podem celebrar seu próprio aniversário ou o de outros.

Os membros do sexo masculino não podem usar barba. Os jovens não podem namorar, a menos que sejam considerados aptos para se casar — e mesmo assim sob fortes restrições.

Na escola, não podem saudar a bandeira ou cantar o hino nacional, atos considerados idolatria.

Também não podem fazer parte das forças armadas nem aceitar cargos políticos. São ainda fortemente desaconselhadas a cursar uma faculdade sob a alegação de que terão muito contato com pessoas que não servem a Deus. A verdade é que quanto mais ignorantes eles forem, mas fácil é de se manipular.

As Testemunhas de Jeová também não podem desenvolver talentos pessoais, tais como música, teatro, esportes e seguir uma carreira em qualquer dessas áreas, pois se assim o fizerem, poderão ser expulsas da religião.

Também são proibidas de pesquisar sobre religião em qualquer outra fonte que não seja as publicações fornecidas pela própria seita. Isso quer dizer que um blog como este nem pensar. Estas proibições visam isolar as testemunhas de Jeová para que não tenham acesso as informações e não descubram a verdade.

Um conselho de amigo 

Amado(a) leitor(a), assegurei que os fatos que foram apresentados nesse artigo não são mentiras. A fonte de pesquisa deste artigo (citado no final), são de autores que fizeram parte dessa religião durante muitos anos.

A maioria das Testemunhas de Jeová desconhece a história da organização da qual fazem parte. As Testemunhas de Jeová são orientadas a demonizar qualquer tipo de material a respeito da seita que não tenha sido preparado pelo Corpo Governante – como é chamado a cúpula da liderança desta seita.

Pessoas que deixam a seita e se preocupam em divulgar a verdade sobre esta organização ao público e às próprias Testemunhas, são rotuladas como “apóstatas” — mentirosos, inimigos de Deus e filhos do Diabo, assim como varias seitas fazem hoje.

Tenha em mente que, além da expulsão de tais “apóstatas”, o medo também é uma maneira astuta que o Corpo Governante usa para impedir o contato das Testemunhas com a verdade sobre a organização delas.

Se você tentar conversar com uma Testemunha de Jeová sobre o que leu nesse artigo, poderá perceber este medo em forma de aversão, e o que você disser será considerado por elas como “matéria apóstata”. Por desconhecerem os fatos, o medo fará com que encerrem ou tentem mudar de assunto.

Não se deixe enganar pelas Testemunhas de Jeová. Como são pessoas muito amigáveis e amorosas, você corre o risco de aceitar os ensinamentos dessa seita apenas pela simpatia demonstrada por elas. As Testemunhas de Jeová acreditam firmemente que estão prestando um serviço sagrado a Deus quando vão à sua casa para “estudar a Bíblia”, um artifício para a doutrinação de interessados através dos livros publicados pela Associação Torre de Vigia (nome da gráfica que produz tais livros).

Se desejar que tais visitas continuem, solicite que tal “estudo” seja realizado utilizando nada mais do que a sua Bíblia. Certamente a maioria das Testemunhas de Jeová não dará continuidade, insistindo no uso das publicações delas, e por fim desistirão. 

Sobre a “bíblia” das Testemunhas de Jeová

Isto porque simplesmente a bíblia que elas usam não é a mesma bíblia que a nossa, é uma bíblia própria que nem ao menos tem nome de bíblia, mas se chama Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas. Trata-se de uma cópia distorcida da Bíblia Sagrada com diversas adulterações para justificar suas crenças.

Tive uma experiencia ao refutar uma dupla de testemunhas de Jeová que bateu em minha porta: Perguntei ironicamente o porquê deles não crerem ou não usarem a bíblia sagrada, ao que me responderam que creem, e que usam, então refutei dizendo – mas que bíblia é essa que não tem nome de bíblia?

Tentaram me explicar que era uma tradução exata das escrituras sagradas e portanto mais fiel aos originais do que a minha Biblia. Perguntei então onde estava o nome do tradutor do livro, porque a nossa bíblia sagrada foi traduzida por João Ferreira de Almeida, que já foi reconhecido internacionalmente por suas especializações acadêmicas em hebraico, grego e aramaico.

Uma procurou o nome do tradutor do livro, procurou, não encontrou, chamou a outra que também não achou, chamou uma terceira que também não encontrou, foi quando eu as confrontei dizendo – Ora como confiar que o livro foi traduzido fielmente dos originais se nem ao menos existe o nome do tradutor? Como autenticar as especializações do tradutor se o nome dele não aparece?

Ficaram constrangidas sem saber o que dizer, foi quando chegou uma quarta pessoa, parecendo mais experiente e encerrando a conversa afirmou que os tradutores não quiseram por seus nomes porque não queriam a gloria para si mas para Deus, uma tremenda conversa fiada.

Então Moisés, os profetas, e os apóstolos quiseram a gloria para si? Não, claro que não. A verdade é que simplesmente os tradutores do livro chamado de Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas  nunca entenderam nada de Hebraico e Grego e por isso não teriam qualificação nenhuma para assinar a tradução do livro, eles apenas se utilizaram da bíblia já traduzida para o inglês e a adulteraram ao seu bel prazer, para acobertar suas heresias próprias das testemunhas de Jeová

Quando a Comissão da Tradução do Novo Mundo doou todos os direitos de autor sobre a sua tradução da Bíblia à Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Pensilvânia, pediu que seus membros permanecessem no anonimato, mesmo depois de sua morte, conveniente não?

Isto porque nunca puderam fornecer nomes nem qualificações acadêmicas dos autores da tradução, porque eles não tinham nenhuma qualificação que justificasse credibilidade as suas traduções. A Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas é considerada mais uma aberração teológica e perigosa que tem a unica finalidade de perverter a verdade sagrada em heresias. 

Certos eruditos afirmam que a Tradução do Novo Mundo é uma paráfrase e não uma tradução literal dos idiomas originais. Segundo a opinião de outros críticos, é uma obra deturpada, tendenciosa e cheia de interpolações. H. H. Rowley, um estudioso do Velho Testamento, da Inglaterra, escreveu sobre o primeiro volume da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Hebraicos:

“A tradução é marcada por um literalismo que só exasperará qualquer leitor inteligente – se é que eles tem um leitor inteligente – e em vez de mostrar reverência para a Bíblia, que os tradutores professam, é um insulto à Palavra de Deus.”

TOME CUIDADO

Realço novamente que as Testemunhas de Jeová não são pessoas más. São cidadãos honestos e no fundo pessoas de boa índole, se vestem bem e evitam se envolver em brigas, mas foram enganadas por homens habilidosos em manipular a mente das pessoas e receberam um treinamento para fazer o mesmo com você, sem que se deem conta disso.

Portanto, quando duas delas baterem à sua porta, agradeça a visita e diga bondosa e claramente que não está interessado na religião delas. Caso aceite alguma publicação, leia de forma crítica. Tais publicações, embora pareçam inofensivas, foram preparadas para que, através de fortes apelos emocionais, você perca a capacidade de raciocinar de forma independente.

Por incrível que pareça nos dias atuais encontramos diversas igrejas evangélicas que possuem alguns sinais característicos semelhantes as testemunhas de Jeová, e por estas e outras são classificados como seitas. Você verá esta minha análise no meu estudo que se tornou um livro, clique aqui para mais detalhes do meu novo livro que será vendido na forma impressa e que também será disponibilizado na forma digital em PDF gratuitamente

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares, agindo assim você poderá estar protegendo a quem você ama de um grande mal.

Fonte de pesquisa consultada: “Folheto A verdade que as T.J não te falam” disponível em Panfletos para imprimir em http://extestemunhasdejeova.net/forum/downloads.php

SUGESTÕES:

> Livro e ebook: Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas

> Baixe grátis o ebook: A Verdade Sobre as Testemunhas de Jeová 

> Artigo: Acabaram-se os Profetas? Há profetas hoje?

> Confira o Kit Curso Hebraico e Grego

> Curso: Conheça Sua Biblia de Capa a Capa

> Artigo: Estude a bíblia de Genesis a Apocalipse com Entendimento

> Artigo: Desmascarando as Mentiras das T.J.s

Pastor Flávio Gabriel

Tem 46 anos, casado, com ministério pastoral há 25 anos, Bacharel em Teologia, Pastor na Igreja Evangélica Vida com Vida em Nilópolis, RJ, Brasil, é Professor da EBD e de Teologia, fundador e Professor do Seminário de Escatologia Bereiano e autor dos Livros: Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas, OVNIS ETS E A BÍBLIA e Como Não Amar Esta Mulher?

25 comentários em “A Verdade que as Testemunhas de Jeová não falam

  • 30/03/2017 em 6:19 pm
    Permalink

    Esse seu e-mail estava simplesmente a apanhar poeira na minha caixa de entrada, e só fui ler por um milagre praticamente.

    Eu sempre suspeitei das TJ, realmente a maneira que eles dão a entender que eles são a única salvação do mundo é muito estranha. Eles não falam que Jesus é o caminho para Deus, eles falam que eles são o caminho para Deus.

    • 04/04/2017 em 11:24 am
      Permalink

      Obrigado por seu comentário Magda.

  • 24/03/2017 em 2:07 pm
    Permalink

    A TNM editado pela editora Torre de Vigia é uma tradução da bíblia como tantas outras. Mas essa obra é editada e traduzida para aprox 120 idiomas diferente da tradução Ferreira de Almeida que esta APENAS em PT. A tradução Ferreira do Almeida é uma tradução de baixa qualidade adaptada para as heresias da idolatria trinitaristas.

    • 29/03/2017 em 11:16 am
      Permalink

      Amado, não, não é, a TNM é um livro exclusivo de uma seita, por isso não pode ter na sua capa o nome “Biblia Sagrada”. Segundo a SBB, a Bíblia Sagrada existem em 2.935 idiomas contra os 120 idiomas da TNM que não carrega o nome dos tradutores. A tradução de Almeida é apenas uma versão em português, por ser João Ferreira de Almeida um português pregador da igreja reformada, fluente em Hebraico, Grego e Aramaico, teve capacidade para traduzir a Bíblia para o português, e mesmo assim morreu antes de terminá-la, porem consta os nomes de todos aqueles que terminaram seu trabalho. A Bíblia Sagrada em seus 2.935 idiomas não foram e nem poderiam ser traduzidos por uma só pessoa. Porém em todos estes 2.935 idiomas existem os registros de todos os seus tradutores, ao contrário da TNM que esconde o nome de seus tradutores, porque será? e querem mesmo assim ter credibilidade? Impossível. Quem não deve não teme. A TNM não revela e nunca revelará os nomes de seus tradutores porque eles nunca tiveram capacidade acadêmica que credibilizasse suas traduções. Obrigado por seu comentario.

  • 23/03/2017 em 7:21 pm
    Permalink

    Muito bom o tema e esclarecedor.
    Eu particularmente não sabia que os Testemunhas de Jeová utilizavam a “Bíblia” diferente da nossa.

    • 24/03/2017 em 1:22 am
      Permalink

      Muito obrigado por seu comentário Laiza.

    • 24/03/2017 em 3:03 pm
      Permalink

      A TNM é produzido pela editora Torre de Vigia de Bíblias. Assim como tantas outras traduções. Baseada em pesquisas e estudos para se livrar das influências católicas, que por ex. tornou Jesus um Deus igual ao pai. O que na bíblia é considerado idolatria. O catolicismo trouxe isso do paganismo e os evangélicos perpetuaram. O Deus único da bíblia é um só de fato. Assim como os judeus acreditam sem essa influência pagã de unicidade de deuses. “Um só Deus(JHVH) e um só mediador(Jesus) entre Deus e o homem”. Nada mais.

      • 29/03/2017 em 11:12 am
        Permalink

        Repito amado, segundo a SBB, a Bíblia Sagrada existem em 2.935 idiomas até nisso a TNM perde para ela. A tradução de Almeida é apenas uma versão em português, por ser João Ferreira de Almeida um português pregador da igreja reformada, fluente em Hebraico, Grego e Aramaico, teve capacidade para traduzir a Bíblia para o português, e mesmo assim morreu antes de terminá-la, porem consta os nomes de todos aqueles que terminaram seu trabalho. A Bíblia Sagrada em seus 2.935 idiomas não foram e nem poderiam ser traduzidos por uma só pessoa. Não é preciso ser muito inteligente para compreender isso. Porém em todos estes 2.935 idiomas existem os registros de todos os seus tradutores, ao contrário da TNM que esconde o nome de seus tradutores, em todos seus 120 idiomas, porque será? e querem mesmo assim ter credibilidade? Impossível. Quem não deve não teme. A TNM não revela e nunca revelará os nomes de seus tradutores porque eles nunca tiveram capacidade acadêmica que credibilizasse suas traduções.

  • 23/03/2017 em 2:54 pm
    Permalink

    A maior heresia do cristandade é a trindade que não consegue definir a identidade do Deus único da bíblia.
    E a tradução mais manipulada e alterada para se adaptar a essa heresia é a Almeida. Para não perder as vendas dessa bíblia feita para ganhar dinheiro. Retirou o nome de Deus (YHVH) e substituiu para SENHOR de modo que quando o YHVH e YESHUA não tenha diferença e faça voce pensar que é a mesma pessoa.

    • 24/03/2017 em 1:57 am
      Permalink

      Amado, a Biblia Sagrada em seus 2.935 idiomas estão em harmonia e em todas elas, não somente na tradução de Almeida, fala da trindade e que ao nome de Jesus ou Yeshua se preferir, foi dado todo poder e autoridade e não no nome de “Jeová”.
      Obrigado por seu comentário.

      • 24/03/2017 em 2:46 pm
        Permalink

        Parabens! Nisso vc acertou: “foi dado todo poder e autoridade” a Jesus. Se esse poder foi dado, foi dado por quem tinha poder e autoridade para conceder. No caso o Deus pai JHVH concedeu a Jesus esse poder. Porque a Ferreira de Almeida manipulou e omitiu das traduções esse nome? Se vc chamar tudo de SENHOR mistura tudo e fica fácil enfiar na mente das pessoas esse deus trino que imita o paganismo. Deus pai Sol e seu filho Tamuz e sua mãe Semiramis. A igreja católica convencionou em concílio contaminada com essa mitologia que o Deus Pai e Deus filho e a Maria mãe de Deus, são divinos. Os evangélicos tiraram Maria da divindade mas manteve Jesus. O Deus único na bíblia que enviou e concedeu poder a Jesus é o Deus Pai único.

        • 29/03/2017 em 11:08 am
          Permalink

          Amado, acertei nisso e em tudo mais que disse, porque me baseio e me baseei na biblia sagrada que comprovadamente é a palavra de Deus, ao contrario da TNM que nem pode usar o nome de Biblia Sagrada na sua capa e por isso não usa, por se tratar de um livro sem credibilidade alguma. Como confiar numa tradução que nem se quer tem os nomes dos tradutores? Graças a Deus que hoje a tecnologia nos permite ter acesso aos originais da biblia em seus idiomas originais e nos permite desmascarar livros como este.
          Obrigado por seu comentario.

  • 23/03/2017 em 2:01 pm
    Permalink

    e muito bom o conhecimento ele abre o nosso entendimento e mostra a verdade
    eu gostaria de um estudo sobre os adventistas, porque eles falam que só eles serão salvos porque os outros seguidores não guardam o sabado.

    • 23/03/2017 em 2:25 pm
      Permalink

      Obrigado por seu comentário José. Providenciarei um estudo sobre os adventistas.
      Grato.

  • 22/03/2017 em 4:22 pm
    Permalink

    No entanto amado o que torna uma oganizacao religiosa em seita e a separação da obra de cristo na cruz como meio de salvacao a negação da eternidade da alma e do inferno na busca de um paraíso terreno social usando as passagens do milênio

    • 23/03/2017 em 11:33 am
      Permalink

      Corretíssimo amado, mas pense bem… distorcer as verdades sagradas, confeccionar uma bíblia própria deturpando as Escrituras Originais e dizer que é a única religião verdadeira na face da terra e que fora da organização não pode haver salvação, também não é um grande sinal de uma seita? Pois a salvação é pela fé em Jesus Cristo e não através de uma religião ou organização. Pense nisso. Obrigado por seu comentário.

    • 24/03/2017 em 3:18 pm
      Permalink

      Olá Ivan Peixoto tentiliano,
      As TJ reconhece a salvação por meio do derramamento do sangue de Jesus em sacrifício. Mas esta cinte da origem da cruz pagã (deus Tamuz representado pelo T).
      – O homem não é divino e não tem espírito imortal. Simplesmente volta para onde esteve antes de existir. “Você é pó e ao pó voltarás”.
      – Inferno não é mesma coisa que lago de fogo, mas o túmulo do morto.
      Cruz, alma imortal, lago de fogo de tortura pertence a mitologia pagã desde o tempo da babilônia >> egito >> grécia,… A igreja católica perpetuou isso trazendo para dentro da igreja e gerou um cristianismo paganizado. Infelizmente os evangélicos só conseguiram retirar a idolatria a idolos e Maria, mas manteve a idolatria trinitária, cruz, alma imortal, lago de fogo,… Não mudou quase nada.

  • 22/03/2017 em 2:09 pm
    Permalink

    Se você quiser aprender a única verdade da bíblia procure uma Testemunha de Jeová de seu bairro.
    Aceite um estudo bíblico. Não perca mais tempo com heresias pagãs evangélicas ou católica.
    Deus é único a ser adorado e não divide sua adoração com outros deuses nem com seu filho. O verdadeiro Jesus não quer ser adorado. O Jesus da trindade é o deus Mitre da mitologia pagã.

    • 23/03/2017 em 11:44 am
      Permalink

      Essa á mais uma mentira dos T.J. Repetidas vezes, Jesus permitiu que os homens o adorassem (Mateus 15:25; 28:17; João 9:38; etc.). Veja: “Então os que estavam no barco adoraram-no, dizendo: Verdadeiramente tu és Filho de Deus.”Mateus 14.33 e ““E eis que Jesus lhes veio ao encontro, dizendo: Salve. E elas, aproximando-se, abraçaram-lhe os pés, e o adoraram.” Mateus 28.9
      Podemos tirar todas as dúvidas sobre esse assunto pelo estudo de Hebreus, capítulo 1. Esse capítulo mostra a posição exaltada de Jesus como Herdeiro, Criador, Expressão exata do ser de Deus, Sustentador da criação, Purificador de pecados, etc. O capítulo afirma que Jesus é o Filho de Deus e é superior aos anjos. Neste contexto, o Pai ordenou que os anjos adorassem o Filho (Hebreus 1:6). Até as mais antigas edições das Escrituras publicadas pelos Testemunhas de Jeová refletem o sentido correto desta ordem: “Mas, ao trazer novamente o seu Primo-gênito à terra habitada, ele diz: ‘E todos os anjos de Deus o adorem.’” (Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, Edição Brasileira, 1967), Esta é uma prova incontestável da divindade de Jesus. Os TJ, como não podem contestar isto, o que fizeram? alteraram a bíblia. Em todas as passagens em que Jesus é adorado, a TNM substituiu adorar por “prestar homenagem”.
      Por tanto amado eu digo: Quem quer aprender mais sobre a verdade da Bíblia, nunca deve ler a TNM e nem procurar os TJs, pois nunca encontrará neles a verdade. Obrigado por seu comentário.

      • 24/03/2017 em 3:30 pm
        Permalink

        Você pode usar a expressão que vc adora sua esposa. Mas o sentido é de profunda admiração e não de reconhecimento de poderes divinos. Por isso é correto traduzir como prestar homenagem. Profunda admiração pelo reconhecimento do que ele significa. Nada mais. O Deus único da bíblia de fato não divide adoração e o reconhecimento do criador, dador e sustentador da vida). Ao vc prestar esse tipo de adoração a Jesus o que consegue é ter uma adoração repudiada por idolatria. Deus YHVH é um deus cujo o nome é ciumento.

        • 29/03/2017 em 10:56 am
          Permalink

          Negativo, essa expressão na cultura dos judeus era e é usado somente para cultuar a Deus e não para homenagear, as escrituras no original em grego confirmam isso, se a tradução da TNM fosse fiel a escritura original nela estaria escrito “Adorar” e não prestar homenagem. Por tanto esta é mais uma das adulterações da TNM. Jesus declara claramente que Ele é o “Alfa e Ômega, aquele que era, que é, e que há de vir, o Todo-Poderoso” em Apocalipse 1.8 em 1.11 e 22.13.
          Obrigado por seu comentário.

  • 22/03/2017 em 2:04 pm
    Permalink

    A TRADUÇÃO JOÃO FERREIRA DE ALMEIDA. A BÍBLIA QUE ENALTECE O PRóPRIO TRADUTOR ACIMA DO AUTOR ALÉM VALORIZAR MAIS A PARTE COMERCIAL DA OBRA QUE ESPIRITUAL.
    Que enaltece o deus Mitre acima de Jesus para não perder vendas com seus consumidores trinitários. Jesus declarou “O Pai é maior do que eu” “Pai nosso que esta no céu santificado seja TEU nome” . A biblia feita para os trinólatras cheia de adulteração para adaptar com suas heresias.
    A maior heresia do cristandade é a trindade que não consegue definir a identidade do Deus único da bíblia.
    E a tradução mais manipulada e alterada para se adaptar a essa heresia é a Almeida. Para não perder as vendas dessa biblia
    feita para ganhar dinheiro. Retirou o nome de Deus (YHVH) e substituiu para
    SENHOR de modo que quando o YHVH e YESHUA não tenha diferença e faça voce pensar que é a mesma pessoa.

    • 23/03/2017 em 1:13 pm
      Permalink

      Olá amado, veja bem, os manuscritos do Mar Morto, encontrados na década de 40, que são copias dos originais das Escrituras Sagradas datados da época de Jesus, já desmentiu essas afirmações sobre a tradução de Ferreira de Almeida há muito tempo. Não existe adulterações na tradução de Ferreira de Almeida que descredibilize sua obra. Sobre a declaração de Jesus, Ele estava em forma humana e obvio que o Pai era maior que Ele, neste momento, e também vemos na trindade uma autoridade no Pai, Filho e no Espirito Santo. Mas Ele também disse “Eu e o Pai somos um”, e no evangelho de João no capitulo primeiro se referindo a Jesus, diz que “o verbo se fez carne” e “o verbo era Deus”, mas claro que na TNM isso tambem foi distorcido descaradamente, pois para os TJs Jesus não é Deus, então na TNM haverá todo tipo de distorção para confirmar as heresias dos TJs.
      Obrigado por seu comentário.

  • 22/03/2017 em 2:02 pm
    Permalink

    – A TNM em mais de 120 idiomas. Pelo que me consta a tradução ALMEIDA só tem em PT.
    – Santificar o nome de Deus por restaurá-lo nas Escrituras. Mateus 6:9.
    – Transmitir com exatidão a mensagem original inspirada por Deus. — 2 Timóteo 3:16.
    – Traduzir literalmente expressões do texto original sempre que o vocabulário e a estrutura da língua-alvo permitirem.
    – Transmitir o sentido correto de uma palavra ou frase quando uma tradução literal distorcer ou obscurecer seu significado.
    – Usar uma linguagem natural e fácil de entender, que incentiva a leitura. — Neemias 8:8, 12.
    – Livramento das heresias evangélicas. (cruz, trindade, inferno, espirito que sobrevive a morte,…)?

    • 24/03/2017 em 1:52 am
      Permalink

      Amado, segundo a SBB, a Bíblia Sagrada existem em 2.935 idiomas até nisso a TNM perde para ela. A tradução de Almeida é apenas uma versão em português, por ser João Ferreira de Almeida um português pregador da igreja reformada, fluente em Hebraico, Grego e Aramaico, teve capacidade para traduzir a Bíblia para o português, e mesmo assim morreu antes de terminá-la, porem consta os nomes de todos aqueles que terminaram seu trabalho. A Bíblia Sagrada em seus 2.935 idiomas não foram e nem poderiam ser traduzidos por uma só pessoa. Porém em todos estes 2.935 idiomas existem os registros de todos os seus tradutores, ao contrário da TNM que esconde o nome de seus tradutores, porque será? e querem mesmo assim ter credibilidade? Impossível. Quem não deve não teme. A TNM não revela e nunca revelará os nomes de seus tradutores porque eles nunca tiveram capacidade acadêmica que credibilizasse suas traduções.
      Obrigado por seu comentário.

Fechado para comentários.

Visit Us On YoutubeVisit Us On Facebook