Como interpretar a Bíblia corretamente com 10 dicas

10 Princípios Básicos da interpretação da Bíblia

Porque existem tantas interpretações diferentes das Escrituras Sagradas? Porque muitos acusam a Bíblia de contradições?

Observe que um analfabeto funcional é aquele que sabe ler mas não consegue entender o que lê, simplesmente porque não consegue interpretar o texto que acabou de ler. Assim acontece com aqueles que acusam a Bíblia de contradições, eles leem e não entendem o que leem porque simplesmente não conseguem interpretar, pelo fato de a Bíblia não ser um livro comum.

Apesar da Bíblia ter mais de 40 autores, todos eles foram inspirado por um só: Deus. Por tanto, os livros se completam entre si, existe uma harmonia entre eles, e quem não segue regras básicas e coerentes de interpretação fica perdido. Sem contar que a Bíblia alem de conter fatos históricos, genealogias, eventos, previsões etc, ela é um conjunto de livros com mensagens espirituais. 

Por tanto vamos ao que interessa:

Vamos falar sobre os 10 Princípios Básicos da interpretação da Bíblia:

É bom ressaltar que nenhum destes princípios de interpretação substitui a direção do Espirito Santo, por tanto, antes de tudo, não se esqueça que uma oração pedindo a sabedoria de Deus para entender a Bíblia que é uma necessidade básica de qualquer leitura Bíblica.

Dito isto, eis aqui os dez princípios que devem ser seguidos por quem deseja interpretar corretamente a Bíblia:

1° – NÃO HÁ CONTRADIÇÃO. Denomina-se princípio da unidade escriturística. Sob a inspiração divina a Bíblia ensina apenas uma teologia. Não pode haver diferença doutrinária entre um livro e outro da Bíblia.

2° – A BÍBLIA EXPLICA A BÍBLIA. Deixe a Bíblia interpretar a própria Bíblia. Este princípio vem da Reforma Protestante. A Bíblia não está incompleta e nenhum outro livro pode completá-la.

3° – NUNCA ISOLAR UM VERSO. Jamais esquecer a Regra Áurea da Interpretação, chamada por Orígenes de Analogia da Fé. O texto deve ser interpretado através do conjunto das Escrituras e nunca através de textos isolados.

4° – VEJA O CONTEXTO. Sempre ter em vista o contexto. Ler o que está antes e o que vem depois para concluir aquilo que o autor tinha em mente.

5° – SENTIDO LITERAL. Primeiro procura-se o sentido literal, a menos que as evidências demonstrem que este é figurado.

6° – USE VARIAS TRADUÇÕES. Ler o texto em todas as traduções possíveis – antigas e modernas. Muitas vezes uma destas traduções nos traz luz sobre o que o autor queria dizer.

7° – UM SENTIDO UMA INTERPRETAÇÃO. Apenas um sentido deve ser procurado em cada texto. Uma coisa é o sentido literal outra é sua aplicação. Por exemplo, quando Pedro afundou no mar depois de andar sobre as aguas, significa que literalmente ele andou sobre as aguas e quase se afogou, fato que isso aconteceu, mas pode ser aplicado como uma mensagem de que “você não pode afundar nas circunstancias”.

8° – ACHISMO NÃO É INTERPRETAÇÃO. O trabalho de interpretação é científico (inteligível), por isso deve ser feito com isenção de ânimo e desprendido de qualquer preconceito. (o que poderíamos chamar de “achismos”).

9° – FAZER PERGUNTAS. Aprender a ler cuidadosamente o texto e fazer algumas perguntas relacionadas com a passagem para chegar a conclusões circunstanciais. Por exemplo:

a) – Quem escreveu?

b) – Qual o tempo e o lugar em que escreveu?

c) – Por que escreveu?

d) – A quem se dirigia o escritor?

e) – O que o autor queria dizer

10° – INTERPRETAÇÃO CONCLUÍDA. Feita a exegese, se o resultado obtido contrariar os princípios fundamentais da Bíblia, ele deve ser colocado de lado e o trabalho exegético recomeçado novamente porque na Bíblia não tem contradição.

Nota
Definição de Exegese: Guiar para fora dos pensamentos que o escritor tinha quando escreveu um dado documento, isto é, literalmente significa “tirar de dentro para fora”, interpretar.

Gostou? Compartilhe!

Pastor Flávio Gabriel

Tem 46 anos, casado, com ministério pastoral há 25 anos, Bacharel em Teologia, Pastor na Igreja Evangélica Vida com Vida em Nilópolis, RJ, Brasil, é Professor da EBD e de Teologia, fundador e Professor do Seminário de Escatologia Bereiano e autor dos Livros: Igrejas Evangélicas que se Tornam Seitas Perigosas, OVNIS ETS E A BÍBLIA e Como Não Amar Esta Mulher?

Visit Us On YoutubeVisit Us On Facebook